5 motivos para levar as crianças no dentista com a flexibilização do distanciamento social e retomada dos serviços

Você viu aqui que, depois de um longo período em casa, é necessário colocar os cuidados profissionais com a saúde bucal em dia, adotando todas as medidas de proteção contra o novo coronavírus. Levar as crianças e adolescentes no dentista nesse momento é ainda mais importante. Separamos cinco motivos para te explicar o porquê. Confira!

1. Relaxamento com a higiene bucal diária

Com a mudança de rotina e mais tempo em casa, as crianças ou adolescentes podem ter deixado o cuidado com a escovação dental completa – que inclui o uso de fio dental e enxaguante bucal – de lado, sem capricho.

Em alguns casos, horários são essenciais para garantir que a higiene bucal seja realizada, principalmente quando se trata dos adolescentes, que podem, por exemplo, realizar a escovação só porque precisam ir à escola ou porque têm algum compromisso.

A higiene incorreta da boca, se não observada a tempo, pode causar perda de dente, doenças na gengiva e, até mesmo, problemas que afetam todo o corpo. A avaliação odontológica é fundamental para verificar a qualidade da escovação dental nos últimos meses.

2. Tensão do momento

Não só a mudança de rotina, mas todas as notícias recebidas nos últimos meses contribuem para um cenário de tensão, estresse e ansiedade. O emocional também pode causar problemas bucais como bruxismo e desgaste dental. Para as crianças, alterações na boca podem ser a única forma de descobrir que elas estão precisando de ajuda, já que podem não conseguir falar com facilidade sobre o que sentem.

Por isso, marque um check-up para o seu filho no dentista!

3. Alimentação

Muitas pessoas utilizam a comida para enfrentar a ansiedade. O consumo maior de açúcar por parte das crianças e adolescentes também se dá aos momentos de tédio vividos em casa, sem perspectiva de voltar à normalidade.

Não é novidade que uma dieta rica em doces pode ser o principal motivo para o aparecimento da cárie, problema que, se não tratado, pode trazer consequências graves.

4. Dente de leite > Dente permanente

A troca de dentes é um dos períodos mais importantes para levar as crianças no dentista. É quando acontece um crescimento facial que precisa ser observado de perto para entender a necessidade de algum tratamento, tanto da parte estética, quanto da parte funcional.

Se o seu pequeno passou por isso durante a quarentena, passe no dentista o quanto antes.

5. Continuidade dos tratamentos

Alguns procedimentos iniciados antes da pandemia de Covid-19 precisam ser retomados assim que possível para evitar perda do que foi feito, ou para renovar o efeito desejado. Os mais comuns em crianças e adolescentes são o aparelho ortodôntico e os selantes que protegem da cárie.

Ida das crianças no dentista

Se você já entendeu que é mais do que necessário a volta das crianças e adolescentes ao dentista, é hora de marcar uma consulta e tomar todas as precauções antes, durante e depois do atendimento. Isso vale para os pequenos e para os acompanhantes.

Vá sem medo, o consultório é seguro. “O dentista já se protegia antes do surto do novo coranavírus com todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários, agora adotamos medidas ainda mais rígidas para zelar pela nossa saúde, do paciente e de toda a equipe”, comenta Mário Cappellette Jr., presidente da Associação Brasileira de Odontologia (ABO). 

Compartilhe:

Deixe uma resposta