Escovar os dentes corretamente é uma das formas de neutralizar bactérias para manter a saúde na quarentena

Uma das formas de combate ao novo coronavírus é a higiene geral que deve ser realizada diariamente. Na contenção contra a disseminação da pandemia no mundo, infectologistas, pneumologistas, cientistas e especialistas em saúde pública recomendam o isolamento social, além da importância de lavar as mãos a cada contato com o mundo externo. Mas, vale lembrar que segundo os dentistas, o maior índice de contaminação é através da boca.

Higiene bucal é imprescindível para manter a saúde na quarentena, pois evita problemas sérios aos pacientes que têm doenças crônicas como diabetes, hipertensão, colesterol alto, DPCO (doença pulmonar obstrutiva crônica), asma, osteoporose, derrame cerebral, câncer, mal de Parkinson, Alzheimer, entre outras.

“É necessário que a população compreenda que a saúde bucal é crucial na manutenção da saúde integral e na qualidade de vida, pois está intimamente ligada à saúde do corpo. Além disso, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde”, afirma Rejane Dias, Gerente de Marketing da ABIMO.

Por outro lado, a conexão entre a saúde bucal e o bem-estar geral das pessoas é fundamental para evitar complicações futuras caso exista diagnóstico positivo de Covid-19. O Presidente da Associação Brasileira de Odontologia (ABO SP), cirurgião-dentista, conselheiro e apoiador da campanha Sorrir Muda Tudo, Dr. Mário Cappellette Junior afirma: “conscientizar todos os cidadãos sobre os fatores de risco e promover bons hábitos de higiene oral são necessários neste momento de isolamento social no Brasil. A boca desempenha importantes funções que repercutem na saúde do organismo como um todo e muitos não sabem disso por pura falta de informação. Uma boa higiene bucal diminui o risco de problemas bucais e dentários”. 

Dicas importantes do setor de odontologia para a população brasileira manter a saúde na quarentena – e sempre:

  • Lavar as mãos é o primeiro passo básico para iniciar uma excelente higienização. Nunca começar a escovação dos dentes sem esse procedimento básico, que é universal no sistema de saúde mundial.
  • No ritual diário de higiene bucal, recomendamos escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, após as principais refeições (café da manhã, almoço e jantar), principalmente antes de dormir, pois durante o sono o fluxo salivar diminui, deixando a boca mais seca.
  • Se puder, utilizar fio dental toda vez que for escovar os dentes, antes da escovação. Isso evita que restos alimentares se aglomerem entre os dentes.
  • Higienizar a língua e massagear a gengiva juntamente com a escovação dentária de praxe.
  • Usar sempre um enxaguante bucal para auxiliar na limpeza da boca após a escovação. Utilizar conforme orientação do dentista, sempre que for necessário.
  • Uma visita periódica ao cirurgião-dentista a cada 6 meses é o ideal. Lembre-se que a boca é um dos maiores órgãos de contaminação por bactérias.
  • Fazer tratamento imediato de qualquer lesão dentária ou em tecidos moles bucais como: lesões, manchas, placas esbranquiçadas ou pequenos machucados. Isso evita problemas futuros.
  • Manter alimentação saudável, evitando alimentos que facilitam o surgimento de cáries como a ingestão de sucos ácidos, alimentos processados, refinados ou em forma de carboidratos.
  • É muito importante escolher adequadamente os produtos de higiene pessoal. Indicamos o uso de escovas com cerdas macias e a cabeça adequada ao tamanho bucal para que se alcance todas as estruturas bucais. Um creme dental com flúor e baixa abrasividade para evitar desgaste do esmalte e enxaguante bucal.
  • Se tiver alguma emergência, recomendamos que acesse o cirurgião-dentista por telefone. Caso contrário, fique em casa em isolamento e siga as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Compartilhe:

Deixe uma resposta